Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

terça-feira, 31 de maio de 2016

ORGASMOS DELICIOSOS E O PRAZER DE VER UM CLIENTE GOZAR 5 VEZES x DICAS SOBRE A PROFISSÃO PARA A MULHERADA!


Boa noite gente linda do meu coração!

Uauuuuu que dia! A repercussão da reportagem está demais! Estou feliz, mas, ufa!!! Falta tempo pra tudo o que preciso fazer!
Hoje pela manha dediquei-me a agendar viagem, atendimentos futuros e fazer coisas pessoais (tipo ler e arrumar as unhas!), ao final da manha fui para minha sessão de bronzeamento com esparadrapo aqui na Vila! Tá difícil “apagar” as marquinhas do biquíni antigo e, verifico que há algo anômalo no meu músculo peitoral: ele não permite marca! Risos...É uma briga! Espero que eu vença, um peitoral que não gosta de marquinhas não pode me ganhar!
Após sair da casa da minha “bronzeadora”, comprei comida, já era tarde! Pela manha agendei com um cliente simpaticíssimo! Ele, inclusive, fez uma transferência bancária do valor da 1 hora e meia contratada e veio no horário previsto.
Uma pessoa encantadora, belíssimo sorriso e senso de humor! A química, a começar pelos beijos foi ótima! Ele fez oral em mim por um bom tempo e me contemplava com gosto quando eu o acarinhava! Fez-me gozar diversas vezes!
Fizemos mais de uma vez tudo o que tínhamos direito e, por fim, desprendido, gozou! Ficamos um bom tempo conversando e o tempo passou um pouco, mas, nem cogitei em cobrar-lhe a diferença. Perdemos-nos na diversão.
Mais tarde, à noite, atendi a outro cliente que, educada e objetivamente, me contatou ontem pela noite e agendou comigo. Trouxe uma garrafa de vinho chardonnay vez que eu disse que gostava. Ele, como um inteligentíssimo exemplar do sexo masculino que me conheceu graças ao G1, já havia “devorado” este blog.
Conversamos sentados e bebendo o vinho e ele, realmente, tinha “feito a lição de casa”. Até aí não havíamos nem nos tocado, até que começamos a falar sobre o que eu gosto e, de pegada na mão a situação evoluiu para calorosíssimos beijos!
O cliente tem 33 anos e é, sem dúvida, o legitimo moreno, alto, bonito e sensual! E, além de tudo: com barba! Sorriso lindo, dentes brancos, pele morena e barba combinam mais do que churrasco de domingo com picanha gente!
Enfim, tendo ele lido o meu blog quis, inconscientemente talvez, quebrar paradigmas. E, de fato, os masculinos ele quebrou! Gozou 5 vezes (ou foram 4! Acho que minhas energias ruíram!)! Na primeira gozada dele (devia ser a minha 25), estávamos fazendo anal e ele tirou a camisinha e gozou na minha boca. Antes, caiu um pouco de porra nos meus seios. Pedi para ele pegar e colocar na minha boca.
Ele, prontamente “obedeceu” e, assim, delicadamente e observando, “dedo” por dedo, cada um devidamente lambido, excitou-se de imediato e “de imediato” continuamos! Após, devidamente protegido, gozou na minha buceta, a seguir tirou e colocou na minha boca e, por fim, “nela” novamente.
E, foi assim que o tempo passou e, somente agora, pude lhes escrever! Ficamos mais de duas horas juntos! Entre beijos, muitos, muitos, muitos deliciosos beijos e prazer completo de ambos!
Chamou-me a atenção de forma incrível e inesquecivelmente excitante que, durante todos estes orgasmos e gozadas não tomamos banho e ele me chupava. Ele me chupou “preliminarmente” a cada penetração! “Pode isso, Arnaldo!?”, pois pôde, e como pôde e que “p(h)ôda” muitas outras vezes mais o cliente das várias gozadas que colocou chave de ouro no fim da minha terça-feira (brincadeirinha bobinha de quem está, ainda, meio boquiaberta!).
Após, tentei responder ao máximo de mensagens recebidas, porém nem sempre consigo, tive e-mails para responder e ligar para minha mamãe. E jantar, claro. Linguiça de porco caseira apimentada lá do “Fogão de Pedra” que comprei ao meio dia.
Um cidadão foi insistente para que eu o atenda hoje à 1:00 num hotel, chegará em Brasília por este horário. Olha gente, eu sei que é difícil pra muitos entenderem, mas eu faço o que faço PELO MEU PRAZER! Dormi de pouco a nada noite anterior, atendi, ao todo dois clientes por mais de 4 horas hoje, que ânimo sexual e anímico eu teria pra ir ao inicio da madrugada atender!? Nenhum. E é por isso que não irei.
Fosse só o dinheiro que me interessasse eu iria! EU QUERO GOZAR, APROVEITAR E VIVER LEVEMENTE! Não ultrapasso os meus limites intelectuais, morais e físicos só pra arrecadar mais não! Auto respeito mulherada, você dona de casa precisa, a menina de rua precisa e a acompanhante de luxo também, pois, sem ele, é impossível ter paz e alegria na vida!
Sabe, ainda hoje uma bela jovem que pretende ser acompanhante aqui me contatou. Vou lhes ser sincera, em que pese pareça rude, mas não curto qualquer mulher deste oficio que me procura. Acho péssimo a tal da cara de puta. Como eu sempre disse: putice a gente pratica entre quatro paredes e preferencialmente a dois! Não precisa ter escrito na testa, nas roupas, na postura, nas caras e bocas, no make, no biotipo, não!
Bem, adorei a ilustre desconhecida que me apresentou duvidas acerca das “situações de risco” da profissão, se existem, quando e como. Gente, ser mulher numa sociedade machista é uma situação de risco constante, mas, na profissão é só agir com maturidade, classe e apreço por si mesma. Ou seja, não pela grana: enfim, existirão homens convidando pra despedida de solteiro- um bando de macho louco pra encher a cara-, existirão festas em iates e lanchas no lago e por aí afora! Eu não vou. Paguem-me o quanto pagarem, eu não vou onde existem vários homens reunidos. Não vou nem em festas a trabalho. A exceção de bailes e jantares muitíssimo requintados acompanhando um cliente. Um único.
Quer me contratar? ALUGUE UM QUARTO DE HOTEL. Me leve a um BOM MOTEL. Venha até o meu ambiente. Eu não vou a local algum que não sejam esses, logo, corro menos riscos do que corria quando era professora e saia à noite com amigas, bebia e conversava com estranhos, por exemplo! Entenderam? Recato na sociedade (da sociedade) e devassidão na cama são OS CERNES DA SIMONE STEFFANI.
Riso frouxo, bom humor e etc.? Isso eu ainda tenho da “profe. Cláudia”, mas a discrição aumentou muito mais. Quando você não é prostituta de luxo, você não precisa se preocupar em “não parecer” uma, quando você é, TUDO O QUE VOCÊ DEVE FAZER É NÃO QUERER PARECER-SE COM UMA! Entendido!? A bela jovem entendeu. E concordou.
Sair? Shopping, restaurantes, cinema, bar com amigo do peito. Fora isso? Casa, livros e seriados! (Aliás, ontem ganhei do meu doce cliente um receptor de netflix para a TV! Espero que semana que vem eu instale!). Enfim, se desfaçam do estigma que acompanhante age como puta, sai com qualquer um e etc.. Talvez as outras, eu não. Mas eu tenho múltiplos orgasmos COM OS CLIENTES AFORTUNADOS QUE ATENDO, e as demais, será que têm também, ou fazem só pelo vil metal? Não vem ao caso, claro, a questão é que com cada cliente que me acha "chata", porque dispenso, elas lucram, mas eu não nutro nenhum arrependimento por isso e continuarei sendo assim, pois é assim que este trabalho me satisfaz, LITERALMENTE, e me faz feliz, muito feliz!
(Bah, hoje vieram tentar me colocar medo da atitude das meninas concorrentes, se acaso vocês me lerem, prezadas ilustres desconhecidas, leiam este post (print de post) abaixo! A gente não precisa competir mulherada, a gente não pode é aceitar essa cultura machista que nos faz rivalizar! “Tem pra todas” e sempre terá!

Aliás, convém falar né!? Sou muito mais feliz na vida do que os que perdem tempo comentando a noticia no G1 com a língua e dedos cheios de fel! Cada um dá o que tem né!? Aqui só tem amor, bem querer e prazer! E está língua aqui, dá prazer, não precisa fazer fofoca e destilar maldade.

Beijos de luz!

2 comentários:

  1. Simone, bom dia.
    Minha cara, que gostoso é ler seus posts. Cheguei hoje ao trabalho por volta das 8hs e estou até agora sem conseguir me concentrar em outra coisa senão no seu blog.
    Quanta maturidade, quanta segurança, quanta leveza ao falar de tudo que todo mundo sempre quis.
    Juro pra você que fiquei com vontade de te conhecer, conversar pessoalmente contigo deve ser uma experiência bem positiva. Eu só não ia querer os serviços de prazer... talvez, não sei. Meu negócio é homem, sempre foi, haha. Não se assuste. Sou um cara muito seguro do que sinto. Que pena que não tem um acompanhante masculino neste nível. Que inveja dos seus clientes que podem ter você.
    Parabéns, viu. Te acompanharei sempre por aqui.
    Beijão grande, e continue assim, intensamente feliz.

    ResponderExcluir
  2. Mulher, tu me inspira! Sua segurança e inteligência me parecem incomparáveis. Uma joia rara, sem dúvidas! Sou muito jovem ainda mas como você, os relacionamentos românticos me entediam rapidamente, principalmente por ter como namorados homens grosseiros e prepotentes. Adoro ler suas histórias, é bom ter como ideal uma mulher que valoriza seus próprios desejos e principalmente não tenha medo de ficar 'sozinha'. Beijos!

    ResponderExcluir