Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

sábado, 28 de maio de 2016

Cortesã feminista, sim senhor! (Sobre machismo, misoginia, cultura do estupro e um idiota chamado Diógenes).

Cortesã feminista, sim senhor! (Sobre machismo, misoginia, cultura do estupro e um idiota chamado Diógenes).

Seguidamente e hoje mais do que nunca, sou alvo de críticas por parte de homens. Com minha profissão atual, principalmente homens aculturados e residentes nas cidades interioranas em que morei, se atrevem a dizer, frente AOS POSTS EM QUE CRITICO A FALTA DE EDUCAÇÃO E DE RESPEITO DIRECIONADAS A MIM, que eu sou grossa, que eu "me acho" (eu sou meu bem, não preciso "me achar", até porque não "me perdi"!) e bobagens misóginas afins.
Como cortesã eu EXIJO, EXIJO HOMENS FINOS, CULTOS, ELEGANTES E EDUCADOS! "Ah, mas como se você foi casada com fulano e já namorou sicrano?", porque conforme o tempo empregado no verbo, isso É PASSADO! Eu era uma jovem mulher romântica, sexualmente reprimida e machista.
Uma idiota mal comida que adorava chamar as outras de "puta", de "interesseiras" e etc., enquanto eu mesma estava ao lado de homens cujo o melhor que tinham era o carro, a renda ou a casa, mas eu era tola o suficiente para estar com eles só por paixão (uma coitada mesmo!).
Enfim, eu escrevi isso tudo pra dizer, que eu SOU FELIZ COMO NUNCA FUI, porque tenho ao meu lado, frequentemente, homens educados, gentis, nenhum pouco machistas, homens que me fazem carinhos que muitos maridos não fazem às suas "amadas" esposas e tenho respeito e consideração que muitas namoradas não têm dos seus "mozões". Ao menos pelas horas em que estamos juntos eventual ou semanalmente.
Por que eu falei tudo isso? Pra dizer-lhes que Diógenes deve ter esposa, namorada ou ficante. Diógenes é este machista asqueroso como muitos caras com quem namorei! Hoje eu não daria 10 minutos do meu tempo a um tipo deste, nem por bilhões! Porque sou cortesã feminista sim senhor, porque tento desconstruir o machismo como posso, porque eu luto pelas mulheres da minha maneira, porque dispenso homem otário e porque os Diógenes do mundo existem porque existe mulher reprimida sexualmente ou sem estima por si mesma que paga pau pra esse tipo de mané, sim! (Eu já fui uma, meus ex em sua maioria não pensavam muito diferente deste aborígine aí!).
E existem várias miseráveis assim, das quais tenho pena, assim como tenho pena de você que aceita a companhia de homem machista e misógino para não ficar sozinha e, assim, porque no fundo nem você se ama, você alimenta o que de mais negativo há no mundo. A cultura do estupro, inclusive! Porque ela nada mais é do que a "aculturação" que coloca a culpa de tudo nas mulheres, a "aculturação" que gera o ódio ao invés da empatia entre as mulheres, a "aculturação" que faz mulheres debocharem de outras mulheres para mostrarem aos trastes que chamam de "amor" quão "decentes" e superiores elas são, a "aculturação" que, inclusive apoia a "castração química" pra estuprador!
Estupro, baby, é sobre poder, sobre menosprezo a mulher, sobre machismo, sobre ódio, sobre ego, não é sobre libido avantajada, não! Estupro é sobre cultura misógina. O remédio é o feminismo, é a intolerância a opiniões machistas e misóginas, é educação, não é castração química! É castração do machismo da mente dos homens e isso começa em casa, quando, ao invés de ensinar o filho a "pegar todas" (como se mulher fosse gripe!) e a filha a se "guardar", você ensinar que sexo não define masculinidade e virgindade não define moralidade, quando, ao invés de dizer pra menina se "vestir discretamente para não excitar os meninos", você ensinar o seu menininho a respeitar as meninas ainda quando nuas e deitadas de pernas abertas na rua, porque o "não é não" e se aproveitar de quem está desacordada é imoral e criminoso!
E este será um bom começo, porque não tem essa de que "homem pensa com o pênis", nenê, o que tem é mãe e pai machista convencendo o filho portador de falo que é pelo número ou pelas vezes que ele faz sexo que ele será "macho de verdade". E não é! É pela forma respeitosa, cavalheira, educada e gentil com que trata uma mulher, seja ela uma idosa, uma freira, uma estudante, uma garçonete com decote grande, uma coleguinha com traseiro avantajado e jeans justo, uma stripper, uma cortesã de luxo ou uma prostituta de beira de estrada!
Homem não pensa com o pênis não, ele só é ensinado a ostentar poder e sexualidade ainda que acabe não respeitando a mulher que chama de "amor", porque o seu ego frágil e tolo lhe faz achar que precisa enfiar o pau na "gata" do trabalho ou na moça da cantina e depois contar para os amigos, igualmente otários, pra ser "macho de verdade", quando, na verdade, é só mais um babaca broxante no mundo! ("Ah, mas mimimi eu sou exceção à regra!". Bom pra ti, o dia que eu escrever um tratado sobre sexualidade e machismo eu abordo as exceções, no momento só tenho tempo pra falar das regras!).

Cláudia de Marchi

Brasília/DF, 28 de maio de 2016.

6 comentários:

  1. Você é muito foda, e eu sei que sabes disso!! Um dia quero chegar a ser assim como você, com esse pensamento, esse amor próprio!! Você é maravilhosa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!!!!! Assim até me emociono! Beijos no teu coração!

      Excluir
  2. Parabéns pelo seu texto, são sabias palavras que deveriam ser colocadas nas principais paginas da Internet e nas primeiras paginas dos melhores jornais. Se eu já me considerava um bom homem, pode ter certeza que vou melhorar muito mais, pois, seus dizeres nos esta me fazendo refletir sobre muitos conceitos preconceituosos. E toda mulher independentemente de qual seja sua posição na sociedade, merece ser tratada sempre como uma princesa.... com muito respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Otavio, com toda certeza! Respeito é algo que todo ser humano merece pelo fato de ser humano! Simples! Beijos!

      Excluir
  3. Parabéns pelo seu texto, são sabias palavras que deveriam ser colocadas nas principais paginas da Internet e nas primeiras paginas dos melhores jornais. Se eu já me considerava um bom homem, pode ter certeza que vou melhorar muito mais, pois, seus dizeres nos esta me fazendo refletir sobre muitos conceitos preconceituosos. E toda mulher independentemente de qual seja sua posição na sociedade, merece ser tratada sempre como uma princesa.... com muito respeito.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo seu texto, são sabias palavras que deveriam ser colocadas nas principais paginas da Internet e nas primeiras paginas dos melhores jornais. Se eu já me considerava um bom homem, pode ter certeza que vou melhorar muito mais, pois, seus dizeres nos esta me fazendo refletir sobre muitos conceitos preconceituosos. E toda mulher independentemente de qual seja sua posição na sociedade, merece ser tratada sempre como uma princesa.... com muito respeito.

    ResponderExcluir