Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quarta-feira, 25 de maio de 2016

ILUSTRANDO O QUE DESPREZO: O DESRESPEITO DOS PUNHETEIROS NOS PEDIDOS DE "NUDES" E PECHINCHA!

Boa tarde gente linda!


Resolvi, por conta do demasiado assédio, sobretudo em virtude das reportagens jornalísticas que se propagaram no planalto médio gaúcho e adjacências, reproduzir aqui no blog o QUE EU NÃO SUPORTO E NEM TOLERO: falta de respeito, mas tem gente que não conhece muito esse “lance” aí. (Respeito).  

O tipo de assédio que não suporto e que, com certeza, gera irritação em mim e frustração na “miseráve” pessoa que me aborda e termina saindo com os dedinhos devidamente cortados, afinal, eu não tenho culpa se não sabem ser respeitosos e cavalheiros e se são, digamos, meramente punheteiros sem noção de classe.

E, o que pior, vem lidar junto com a cortesã de luxo mais irreverente e sem paciência pra grosseria do pedaço! Aliás, estou pensando em me chamar de “namorada de aluguel” já que existem seres humanos que não sabem o que cortesã significa, por exemplo.

Buenas, vamos lá!?

As legendas dos meus posts no face falam (leia-se criticam e debocham) por si:







E PECHINCHA SEM EDUCAÇÃO:






E COMENTÁRIO TOSCO E IGNORANTE EM REPORTAGEM/ENTREVISTA  JORNALÍSTICA (acessem http://portal21.com.br/noticias/feminista-esquerdista-e-cortesa-advogada-passo-fundense-se-torna-acompanhante/) EM QUE EU FUI MARCADA (ou seja, estava na minha "timeline" do face): 



Viram isso gente?! Vocês acham que eu que sou arrogante, mesmo?! Sugiro que refaçam seus preconceitos e vejam o seguinte: eu sou, apenas uma mulher que advogou por 11 anos, fez pós-graduação, estuda psicanálise, lê muito, deu aula para mais de 1000 alunos e que resolveu virar cortesã, porque gosta de sexo, de cortejo, de homens gentis e une à isto o dinheiro e não tenho nenhum limite em EXIGIR O QUE É MEU E DE TODAS AS MULHERES POR DIREITO: RESPEITO! 
Eu não ligo pra grana, eu ligo para o respeito, educação e classe. Se você não tem isso, lamento, mas me "pule". Obrigada! 
Beijos de luz!

2 comentários:

  1. Oi, eu como uma leitora (olhando pelo lado de fora da situação), acredito q você como uma mulher sensível e ocupada, deveria IGNORAR POR COMPLETO esses posts e comentários, sério! Ignora, não responde, deleta! Sabe aquela coisa, falar responde, briga, discute, não tem como mudar a opinião de um idiota desses, bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dálete tu estás CERTÍSSIMA!E é isso que estou fazendo atualmente e a cada dia mais: abstraindo e fingindo demência! Ha-Ha-Ha! Beijos!

      Excluir