Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

segunda-feira, 30 de maio de 2016

SEGUNDA COMEÇOU COM HOMÉRICOS ORGASMOS, MASTURBAÇÃO FORTE E ANAL IDEM!

 Boa tarde gente!!!

Ontem um cliente marcou comigo para hoje às 10 horas!
Acordei, tomei café e fui para meu delicioso banho, aquele no qual coloco meus pensamentos em ordem e ativo minha energia sexual! Como sabem, o prazer feminino começa na mente!
Ele chegou, muito bonito, lábios grossos, belo corpo, belos beijos! Começou na entrada do apartamento a me tocar com uma pegada super quente e forte! Ali mesmo me despi.
Dava tapinhas no meu bumbum e no meu rosto, me masturbou e ficou louco me vendo gozar. Acho que ele, como incontáveis homens no mundo, é acostumado com mulheres estilo “mimimi gel lubrificante”. Coisa que tenho nojo!
E, assim, continuamos, ele me masturbou, me chupou, colocava os dedos do meu cu e na minha buceta junto e me levou às nuvens. Chupei ele e assim fomos por quase uma hora de sexo selvagem. Colocou a camisinha e me penetrou ne buceta e no cu! Como eu tinha compromisso (dentista) estava preocupada... Mas, dentre tanta tara, gozo e pegação, ao término ele terminou gozando na minha boca.
Então conversamos um pouco sobre falta de educação e desrespeito ao profissionalismo alheio! E ele foi.
Minha segunda começou com bons orgasmos e anal quentíssimo!
Desejo o mesmo a vocês...Risos...

Beijos de luz!

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Uauuuuuuuuuuuuu! Que honra, sinta-se sempre à vontade!

      Excluir
  2. É pena você morar tão longe, Simone, porque eu adoraria dar uma lambida bem demorada e gostosa na sua pererequinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando vieres pra Brasília me procure! Beijos!

      Excluir