Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

terça-feira, 17 de maio de 2016

SOBRE O PRIMEIRO ANAL DA SEMANA TRANSMITIDO "AO VIVO" DA SUÍTE DE UM HOTEL, UMA ENTREVISTA E UMA LIGAÇÃO DE UM "DESABONADO RECLAMÃO".

Boa tarde galera!!!

Atendi por quase duas horas um médico do MT numa lindíssima suíte num hotel. Ele me pagou pelas duas horas inteiras, cavalheiros são outro nível! Fui até a suíte lindíssima que, segundo ele, escolheu só para usufruir da minha humilde e doce companhia! Lisonjeei-me e fiz por “merecer” a delicadeza.
Transamos no sofá, na cama, e por uns dez minutos ele me pegou de costas com as cortinas abertas. Ambos “fechamos” no quesito de gostarmos de exibicionismo. Favorecemos os voyeurs de plantão na belíssima redondeza do setor hoteleiro sul.
Fizemos o meu primeiro anal da minha semana, meus últimos clientes não chegaram a explorar tal tarada e deliciosa parte do meu corpinho! Ele gozou duas vezes, uma na minha boca e outra no anal. Aliás, ele gozou no anal enquanto transávamos com a janela aberta!!!
Foi uma delícia! Cliente super alto, sarado, meia idade, olhos verdes, belo par de mãos e muitíssimo bem dotado! Uma delícia de encontro.
Cheguei, tomei banho e dei uma entrevista que poderei disponibilizar sexta-feira para vocês! A matéria vai ficar show! O jornalista reside em Cuiabá, mas o conheço desde o tempo de faculdade. Cruzávamos-nos no ônibus indo para a UPF, há longos 15 anos!
Durante a entrevista um cidadão me ligou, não atendi e em seguida retornei. Ouvi aquele desagradável e pobre: “Nossa Simone, tudo isso? É esse valor mesmo?”. Vontade de dizer “não querido, na verdade é 100 pila, mas como não gostei da tua voz estou cobrando 500!". Ah, vá?! Não pode pagar só agradeça. Tem uns androides que acham que a gente achou a vagina, o cérebro e a inteligência no lixo! Eu hein, sai pra lá!
Bem, fui fazer minha drenagem linfática de início da semana, agora quinta retorno! Vou descansar minha beleza e fazer um apimentado lanche!

Beijos de luz!

5 comentários:

  1. Adorei você e seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Steffani, quando for em Brasília quero ficar uma noite inteira com vc! Não vejo apenas noites Calientes de muita euforia, labios e corpos, como também uma excelente companhia (vc é linda)... então duas horas impossível para desfrutar de tudo que vc tem a oferecer....talvez uma vida inteira...

    Fã de Srs mt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venha logo que faço questão gentil cavalheiro!

      Excluir
  3. Bacana seu blog! Acho seu diário merecia um livro

    ResponderExcluir