Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Dia de dois virgens: o moço de 19 anos que nunca fez anal e o bom marido que, em 7 anos de casamento, nunca foi infiel!

Boa noite gente gostosa!

Hoje pela manha fui conhecer uma belíssima casa aqui no bairro, várias suítes e piscina, está em reforma. Após, fui tomar sol e, terminei tendo que dispensar dois clientes, porque ontem à noite na cama do libanês gostoso deixei uma das minhas unhas de fibra alongadas.
Estou amando! Não enfraquecem as nossas unhas e, o melhor, o esmalte dura mais! Logo, sai da casa da Eleuza onde estava turbinando o bronzeado e fui ao shopping arrumar as unhas.
Na volta, já tinha marcado 17:45 com um cliente. Pela foto, moreno, afrodescendente, lábios lindos. Pois o ébano chegou! Boa pegada, bons beijos e eu naquele tesão todo não resisti a perguntar-lhe a idade: 19 aninhos!
Chupou-me, eu o chupei, me penetrou, dei meu cuzinho e, apenas após, ele me contou que FOI SEU PRIMEIRO ANAL NA VIDA! Fiquei chateada, porque eu poderia ter ensinado outras posições, eu percebia que ele hesitava em meter forte, em colocar comigo em cima, após eu entendi tudo.
Ele tem excelente perfil cultural e educacional, mas não possui o poder aquisitivo dos meus clientes, mas pretende vir uma vez por mês me ver! Assim espero.
Após, fui correndo a um hotel, tinha pouquíssimo tempo com um colega empresário. Cheguei e ele estava de cueca, foi tudo muito rápido, se não colocássemos a camisinha ele gozaria na minha boca. Eu estava excitada, porque ele havia esfregado seu pênis na minha buceta, então, apesar de tudo ter finalizado em menos de 5 minutos eu tive um orgasmo! Pagou-me os R$ 500,00, mais o Ubber vez que eu fui até ele.
Sabe, as típicas rapidinhas? Que você está psicologicamente preparada pra elas? Morro de tesão! Tive um ex que não sabia fazer rapidinhas, precisava de cama, conforto e mimimi pra foder! Isso é bom, mas algo selvagem de vez em quando apimenta a relação!
Ah, este segundo cliente era virgem noutra coisa: depois de 7 anos de casamento EU SOU A PRIMEIRA MULHER COM QUEM ELE TRANSOU! Pudera ter sido menos de 5 minutos!
Dia lisonjeiro, não é!? Excitante, agora vou jantar e conversar com um amigo-cliente num barzinho chamado Feitiço Mineiro! Boa noite à todos!

Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário