Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Quinta ainda sem sexo, muito cansaço na caça à apartamentos e alguns contatos de pretensos clientes sem noção (com print!)!

Boa noite gente!

Dormi como um anjo noite passada, mas acordei cedo com muita coriza e os olhos lacrimejando demais! Nem as lentes de contato consegui usar! (Eu sou míope!).
Todavia, minha saga de olhar apartamentos iniciou-se às 08h30min da manha e fincou o meio dia. Quando, mesmo gripada, resolvi ir tomar sol. Tive vários embates com minha mãe, pois ela não gostou de apartamentos reformados MARAVILHOSOS, tudo sob medida e etc., porque não tem sacada.
Enfim, estou me estressando muito, porque se fosse somente o meu gosto que imperasse a situação seria facílima!
Após fomos ao Pão de Açúcar da 304/305 Sul e viemos embora. Cheguei exausta, pesquisei mais um belo apartamento que desejo olhar amanha na Asa Norte, caso ela não goste irei ficar com um no sudoeste que vimos hoje cedinho: muitíssimo bem localizado, porém com 3 quartos e uma suíte pequenos demais para o meu gosto.
Que a sorte esteja comigo amanha!
Ao longo do dia hoje– pra ajudar no estresse- recebi muitas mensagens de homens esquisitos. Um começou querendo minha companhia só pra beber uns drinks, passou a pedir “promoção de aniversário” e veio com um papo de “terminar só depois de eu gozar”! Como se isso fosse um milagre, o suprassumo da masculinidade talentosa! 
Tadinho, desinformado né?! NENHUM DOS MEUS CLIENTES NÃO SE ESFORÇA PARA ME FAZER GOZAR! Claro, gozo fácil, mas oral é de praxe e uma boa masturbação idem! Todavia, ainda existem os machistas que acham que homem não “mima” a acompanhante e que ele poderá ser a exceção fazendo isso, arre, que tolinho! Olhem para não acharem que lhes minto:

Eu heim! Se eu pudesse viveria mais mil anos fazendo isso! Não esbarro em comodismo de homem que, quando acha que a mulher está apaixonada, deixa de chupar gostoso, agradar, galantear, presentear, falar palavras doces, cultivar a relação e etc., como ocorreu com todos os meus ex-namorados, por exemplo!
Bem, até agora estou sem sexo, com vontade, porém cansadinha! O negócio será ler e assistir seriados!

Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário