Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

sábado, 20 de agosto de 2016

Sexta-feira e o reencontro com meu cliente cativo e muito trabalho (surpresa)!


Bom dia gente linda!
Ontem meu dia foi corrido! Pela manha fiz a manutenção das minhas unhas lá na esmalteria Unha por Unha, fui com minha mãe na Leroy comprar umas estantes para a dependência de empregada que será o ateliê de artesanato dela.
No inicio da tarde tive a imensa alegria de receber meu cliente cativo de sexta-feira a quem eu não via desde antes de ir para Punta Cana.
Sexo perfeito, papo idem! A minha sede estava tamanha que nem o chupei ontem! Sem querer e na ansiedade pulei uma preliminar, todavia gozei algumas vezes na boca dele e fomos para o “encaixe” com ele em cima de mim! Ficamos deliciosos minutos assim! Inclusive fizemos anal com ele sobre mim, foi uma perfeitamente delicioso!
Depois mais diálogos, risadas e “atualizações” acerca dos dias em que passamos sem nos ver! Todavia, o tempo estava muito curto, às 16h30min eu fiz uma visita ao meu cabeleireiro Fernando Costa! Mamãe fez a unha do pé, pois não quis fazer a mão já que lava roupas e pinta e acaba estragando em um dia...Risos... O poderoso Fernando fez meus cachos e make super discreto, como eu precisava.
Ontem eu e um parceiro (de negócios gente...risos...) demos inicio a um projeto, não falarei dele aqui ainda, vez que se trata, ainda de um projeto, de toda forma eu precisava estar com o mesmo look do dia das fotos que fiz com a Fernanda Bueno.
Começamos às 22h e terminamos quase 03h! Nossa, muito trabalho! Acordei cedo para esperar o eletricista e a geladeira que ainda não chegou. Aff! Está difícil só com um frigobar! Aliás, tão logo me entreguem colocarei o frigobar no meu quarto.
Bem, energias quase recompostas, agora tarde irei ao mercado. Amanha preciso ir urgentemente ao Iguatemi compras meus cafés na Nespresso. No final da tarde meu amigo e ex-vizinho Marco virá instalar as prateleiras da minha mãe. Farei uma ceasar salad para comermos! Nossa, desde março que não cozinho, mas, modéstia a parte, tenho talento para cozinhar. Até que compensa o fato de eu não saber nem ligar uma maquina de lavar ou passar roupas. Risos...
Tenham um excelente final de semana!

Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário