Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Dia de matar saudades de um cliente especial com 2 horas de sexo intenso e centenas de squirts e um novo cliente adorável (mais 2 horas!): "A" segundona!

Boa noite gente linda!
Posso dizer que tive “A segunda-feira”!
Enquanto eu tomava o meu café esperando um cliente que precisou desmarcar de ultima hora recebi a ligação de um querido cliente que, por motivos familiares, há meses não podia me ver!
Ficou de me ligar ao longo do dia para marcarmos.
Então, fui ao shopping mandar fazer meus óculos de grau, depositar dinheiro e tomar um especialíssimo café! (Sim, mais café!).
Voltei, almocei e, então o cliente que estava temporariamente ausente ligou. A seguir veio me buscar e fomos ao motel que costumamos ir! Ciente que estávamos há algum tempo sem nos ver sabia que recebê-lo em casa seria ruim: difícil segurar gemidos, gritos e etc.! No caminho, ciente que eu estava sem calcinha, ele me masturbou e me fez ter vários squirts no banco de couro do carro (Benzadeus! Do contrário estariam molhados até agora, como o meu vestido. Só que eu não sou casada! Benzadeus parte 2!...Risos...).
Depois de gozar várias vezes fui até o Flamingo chupando ele, lá chegando ele me pediu para escolher uma suíte e eu no “chute” escolhi uma que achei belíssima! Dois andares, muito elegante!
Ele me chupou e depois comeu minha buceta me fazendo gozar a ponto de lavar o lençol! Sorte que a cama era grande, logo, nos “hounds” seguintes ocupamos o outro lado...
Ele anda bastante estafado, pediu para eu fazer um chamego e cronometrar 10 minutos de soneca. Quando ele pegou no sono eu desci tomar um banho para voltar cheirosa, mas ele acordou e desceu.
Subimos e eu chupei ele e sentei diversas vezes! Gozei horrores! Então ele meteu no meu cu: fiz squirts de molhar o chão, pois eu estava de quatro! Depois ele quis comer minha buceta de novo, trocamos o preservativo e ele veio sobre mim e, depois, continuamos comigo de quatro e ele gozou!
Tomamos banho e encerramos a conta!
Depois de duas horas de sexo intenso, vim para casa e, mais tarde, atendi a um novo cliente: mais duas horas! (Uauuuuuuuuu!).
Hoje o dia foi de dois clientes e 4 horas! Muito perfeito!
O novo cliente chegou pontualmente no horário marcado. Charmoso, rosto bonito, voz atraente e um excelente papo! Nossa, como foi bom conhece-lo!
Conversamos bastante antes de ele me despir e me chupar deliciosamente! Chupou minha buceta e meu cu com gosto, gozei na boca dele depois o chupei até ele gozar.
Seguimos conversando e ele me contando sobre a sua intensa e muitíssimo bem vivida vida de solteirão! Uma vida animada! Depois de um tempo tornei a chupá-lo! Colocamos a camisinha e ele comeu o meu cu comigo quase de pé na beira da cama!
Uma foda deliciosa!
Conversamos um pouco mais e ele foi!
Agora, após um deliciosíssimo banho vou comer algo e aguardar a minha advogada que virá com novidades! A seguir, o descanso promete! Eita segundona delícia!
Beijos de luz povo lindo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário