Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Quarta com 2 novos clientes gostosos e bem-dotados e um carioca delicioso que deve vir à BSB mais vezes!

Boa tarde povo lindo, gostoso, elegante e sincero!
Eita que a folga de ontem me sobrecarregou a manha de hoje! Gostosa demais!
Havia marcado um cliente às 10 horas, todavia, acordei cedo e um elegante morenaço me contatou via Whatsapp! Chegou ás 08h30min!
Educado, rosto lindo, cor linda, pau grande e bonito! Um show! Me chupou, chupei ele a ponto de deixá-lo louco de tesão, então gozou na minha boca!
Continuamos entre carícias e conversas e, então, ele colocou o preservativo, comeu minha buceta e, depois, meu cuzinho! Gozei muito e ele também!
Posteriormente fui para o meu banho de relaxamento pré-atendimento e recebi o outro novo cliente que "era" pra ondem. Belo sorriso, bom tato, jovem, charmoso, me chupou e, depois, quando eu fui chupá-lo gozou na minha boca. Tentamos, até colocamos a camisinha, mas ele não conseguiu partir para o segundo round, infelizmente! Disse que eu "terminei com ele", enfim, foi embora feliz, afinal liberou suas energias com uma bela e grande gozada na minha boca!
Segunda-feira um cliente carioca, inteligentíssimo e lindo, muito lindo, me avisou que viria à Brasília hoje a tarde e queria me ver por pelo menos uma hora!
Logo, no horário aprazado me vesti e fui ao seu encontro no hotel em que estava. Tal como no outro encontro, ele estava cheiroso, muito bem vestido e animado! Não aceitei bebericar nada, eu queria mesmo era beijar aqueles lábios carnudos dele e me despir inteira!
Uau, como  ele me chupa gostoso! Depois chupei com gosto aquele pau grande e gostoso! Engolia ele até o fim. Ele estava quase gozando na minha boca então colocou o preservativo e me comeu com gosto! Gozei diversas vezes e, enfim, ele gozou!
Depois de um tempo recomeçamos e ele me comeu de quatro e gozou! 
Fiquei com vontade de mais, mas ele tinha compromisso e eu não poderia estuprar o meu cliente ou mantê-lo em cárcere privado! Risos...
Agora vou tomar um bom banho com alecrim (para afastar as energias negativas das fracassadas de plantão) e, após, assistir filmes na Netflix e abrir uma espumante para comemorar e brindar a vida que está boa pra cacete! (Literalmente?...Risos...)
Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário