Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Quarta-feira: de um novo cliente "mimimi" (mal) apaixonado à um "velho jovem" homem, gostoso, bem dotado e delicioso cliente (já conhecido) e de fora do DF!

Boa noite quarta-feira!!!
Dia "internacional do sofá" dizia eu quando era, socialmente, considerada uma "muié pra casa"...Risos...
Hoje pra mim foi mais um dia legal e divertido! Eu já contei pra vocês que, sem Waze, minha mamãe já foi ao Conjunto Nacional sozinha? À Casa das Artes onde faz um curso e à "não sei onde" trocar o limpador de para-brisa do carro? Gente! Mamãe é demais para seus 64 anos! 
Minha musa! Hoje fomos ao Boulevard onde fui me depilar e fizemos umas comprinhas. Ah, não vou jamais na Unha por Unha: as manicures estavam fazendo duas manutenções mensais no meu alongamento de fibra, gerando um gasto aproximado de R$ 450,00 por mês! Aff, não suporto gente sem lógica e respeito querendo lucro a qualquer custo.
Arranjei outra manicure ótima e, ao que tudo indica, mais honesta e talentosa do que muitas das usurpadoras do local supra referido.
Enfim, chegamos quase 14 horas em casa, um cliente que viria às 10 horas não pode vir (pena ele é uma delícia!) e, mais ao final da tarde tinha um que se dizia "alegre, mas numa fase triste" para inaugurar, logo, ao logo da tarde tentei descansar, mas fui importunada por uma lesada que não prestou-se a ler o tutorial escrito ontem! Vejamos:




Aff, virou piada nas minhas redes, como se pode aferir acima! Gente, esse povo lê o que será aqui no meu site ou blog? Porque as postagens, certamente não são Ontem ainda teve um tutorial para esse povo com problemas de cognição tentar entender que tenho uma vida pra cuidar ao invés de "amadrinhar" analfabeta funcional para se tornar acompanhante de luxo!
Não sou eu a cruel não meus amigos, cruel é um ser humano não ter um pingo de fineza e respeito à privacidade alheia. Esse povo aí foi feito em deboche à inteligência e elegância humanas!
Enfim, ao final da tarde atendi o cidadão "feliz que está triste". Trouxe uma boa espumante gaúcha, pena que o papo era muito, muito mórbido, de corno para ser indigestamente exata! A ex, pelo que vi, não valia um real furado, duvido que lhe amasse, dele só queria a grana, e o cidadão vem me dizer que ela era "maravilhosa"...Risos... (Senti vontade de rir!). E, ainda, quando resolveu mostrar-se sexualmente "apto" pediu SE PODIA ME CHAMAR  pelo nome da miserável respectiva. 
Ah, não né!? Eu pagaria R$ 600,00 para ele sumir da minha casa tamanho o nojo que senti. E o corno, digo, o cara, é tão iludido que quis achar bonita minha atitude relembrando que a "amada" já fez algo "afim"! Eu hein!? Nojo eterno de homem que não admiro pelo brio e hombridade: não tenho admiração por homem sem autoestima que é gamado em mulher (p****) barata e golpista. Sorry, mas dispensei sem eu gozar ou ele gozar! Queria era ficar só depois de tanta vergonha alheia! 
Lá pelas tantas do desespero ele ousou pedir se meu cuzinho era tão quente quanto minha buceta! Ha-Ha-Ha! Só o que faltava era, depois de um tempo sem um anal intenso, dar o cu para o cabra que está afogado em paixão por uma "sei lá quem".
Fui tomar um banho pensando em planos futuros e logo pedi para ele ir embora e que só voltasse quando fosse para me admirar, me degustar e não com aquela má vontade de corno vidrado na buceta perdida! Arre, me poupe, se poupe e nos poupe parça! Paciência eu tenho com quem tem brio, dor de corno me dá é asco! Deusmelivreeguarde!
Após, tive uma entrevista excelente! (Secret!).
Mas, para salvar meu dia, um delicioso, gostosíssimo, lindo e adorável cliente estava na cidade! Fui até o hotel encontrá-lo já louca de vontade de trepar sobre ele. 
Ah, como foi bom revê-lo!
Ser chupada com competência, cavalgar livre e com beijos fervorosos (e não tímidos ou insossos) naquele pau gostoso depois de tê-lo colocado no fundo da minha garganta e de ter gozado muito naquela boca deliciosa!
Gozei muito com minha buceta sentindo aquele pau gostoso no fundo dela! Depois ele meteu no meu rabinho e me fez jorrar, tirou a camisinha e gozou na minha boca! Ohhhhhhhhhh que gosto delicioso!
Segui lambendo ele, chupando e continuamos! Comeu meu cuzinho de todas as formas! Até o chão eu molhei, nossa, quase morri gozando! Trocamos umas 4 vezes de camisinha, porque, entre uma e outra eu queria chupar aquele pau lindo e duro!
Nossa! Perfeito! Agora ele ficará um tempo fora do Brasil sem vir para cá resolver seus negócios! Ao menos aproveitamos bem à noite e, ainda, antes disso tudo, tomamos meia garrafa de vinho e conversamos sobre a política nacional e piadas afins, tipo ativismo judicial feito por moleques sem experiência de vida e extremistas de direita. Ele não tem 40 anos, tem um sotaque lindo, sorriso idem, é um tesão de homem! Impossível não querer engoli-lo todinho!
Enfim, orgasmos mentais, físicos e desejo de quero mais não faltaram no meu final de quarta-feira!
Agora é dormir muito pra manter a pele macia e jovial depois de orgasmos intensos e deliciosos!
Beijos de luz povo lindo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário