Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

domingo, 27 de novembro de 2016

Feliz da vida e exibindo as peças de arte da minha mamãe!

Bom dia domingo doce!
Hoje a fome me fez levantar cedo, tomar café e me dedicar à leitura do livro que o agradável cliente com quem fiquei duas noites no final de semana passado me deu! 
Estava assim, de pernas para o ar, quando mamãe solicitou que eu tirasse fotos das peças dela para colocar no Facebook.
(Sobre o livro, tenho para dizer que é ótimo!)

Mas, enfim, o que vocês acham que mamãe faz quando nos divertimos e gozamos insanamente no meu quarto? No "paraíso" como dizem alguns?
Ela trabalha em seu micro atelie na dependência de empregada do apartamento, afinal ela e minhas tias possuem uma loja chamada Mimos Artesanatos e Presentes lá em Passo Fundo/RS, nossa city!
Faltam muitas peças para ela terminar, mas colocarei algumas aqui, afinal, se um dia quiserem levar um presentinho para a esposa, para a sogra, para o coleguinha místico e etc., vocês vem, se divertem e ainda compram um presente a preço justo e customizado a mão! 
Faltam as anjos e santos, para quem gosta, são simplesmente fenomenais! Pérola por pérola, pedra por pedra, é muito esmero















Lindos, não!?
Precisando, me contatem, porque além da porta do paraíso sexual (a do meu quarto) existe a "sessão artesanato" por aqui!
Beijos de luz bonitões e bonitonas! 

11 comentários:

  1. Parabens, belas pecas (as da tua mae) e pernas (as tuas). Com todo o respeito, claro!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindas as estatuetas. Gostaria de saber se estarão à venda também na loja Mimos em Passo Fundo. Não encontrei o endereço da loja na Web. Se vc tiver essa informação, eu ficaria grato em saber. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jacir! A loja fica no bairro Boqueirão, Rua Cacilda Becker (mesma Paissandú), nº 50. A partir do final de DEZEMBRO estas e outras peças estarão à venda lá na Mimos! Abraço!

      Excluir
    2. Cláudia, obrigado pela informação. Vou seguido a Passo Fundo e oportunamente pretendo conhecer essa loja. Minha casa está cheia de estatuetas de santos e de anjos. Poderei enriquecê-la com mais alguma de qualidade incomparável. Abraço.

      Excluir
    3. Por nada Jacir! Brinque com minhas tias que vistes as peças no blog de "conteúdo adulto" da Claudinha! Elas vão amar! Antes do Natal uma virá fazer companhia para mim e minha mãe e levará o "carregamento" das peças! Daqui uns dias posto as fotos das santas e anjas, tão logo minha mãe termine! Vais amar! Abraço.

      Excluir
    4. Muito bom esse esclarecimento, Claudia. Confesso que eu estava apreensivo sobre o modo de abordar o assunto. Tuas tias devem ser pessoas de mente arejada. Terei prazer em conhecê-las. Aproveito para desejar-te muita energia positiva. Abraço.

      Excluir
    5. Elas são Jacir, como todo ser humano bem resolvido consigo mesmo e de bem com a própria vida. Cristo, tão apregoado, não mandou amar ao próximo? Indiscriminadamente ou ele colocou alguma exceção? Não né!? O que falta ao ser humano é amor a si, amor a vida e, consequentemente, respeito ao próximo, seja ele seu oposto ou seu, literalmente, "semelhante". Abraço!

      Excluir
  3. Cláudia, veja só, um simples comentário que fiz rendeu essa bela troca de mensagens. Mas eu vou pedir algo mais. Vou te mandar uma solicitação de amizade no Facebook, para que eu possa postar comentários naquelas matérias também. Vc me disse um dia que eu poderia ser seu amigo virtual, e eu faço questão disso. Não vou te importunar com conversas sem fundamento, mas temos assuntos em comum que podemos explorar (literatura e outros). Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aceito prezado! Com civilidade, empatia e educação a gente pode muito! Abraço.

      Excluir