Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Quinta-feira deliciosamente agitada: duas horas de orgasmos intensos e reprise com um cliente bem dotado e gostoso!

Boa tarde gente fina, elegante e sincera que me acompanha!
Hoje eu tive um dia, realmente, feliz e animadíssimo! Não deu tempo nem para pensar nos reveses que a vida me apresenta e nos erros que a gente comete e que, certamente, jamais irá repetir. 
Se é para ser errante, que ao menos os equívocos sejam novos, certo? Ser tola uma vez faz parte da vida, mais de uma já é opção e burrice...Risos...
Bem, ontem à noite eu havia agendado um atendimento de 2 horas com um cliente de fora no hotel em que ele está hospedado. Conforme combinado, cheguei lá às 10 horas da manha.
Tal qual no whatsapp e demais redes sociais, o cidadão era muito, muito bonito, além de simpático e educado. Ofereceu-me suco de laranja que havia numa jarra, sentamos e conversamos um pouco, ele estava muito curioso a meu respeito.
Depois do primeiro toque de mãos o tesão eclodiu! Então ele abaixou-se, puxou-me mais para a frente da cadeira e me chupou ali mesmo! Chupava, me masturbava, fez eu fazer squirts, engolia, me beijava! Foi insanamente gostoso!
Logo fiquei de pé e ajudei-o a tirar a camisa! Uau, que belo corpo! Definido na medida, uma gostosura!
Chupei ele por vários minutos, depois fizemos um 69 e eu continuei gozando na boca dele e ele finalizou na minha garganta!
Mais um copo de suco, seguimos conversando e nos divertindo bastante, até minhas tradicionais piadas vieram à tona! Risos... Nos sentimos muito à vontade um com o outro, inclusive para compartilhar detalhes de nossas vidas, sobretudo ele!
Quando menos esperávamos já estávamos grudados um no outro em beijos e toques. Chupei-o mais e ele se espichou, pegou a camisinha que usa, colocou e eu fiquei sobre ele... Gozei muitas vezes e a cada ejaculada minha (squirt) ele ia ao delírio! Depois de uns 15 minutos (creio eu) ele gozou!
Descansamos e ele me disse que eu não sairia dali sem que ele comesse meu cuzinho! Lhe respondi dizendo que "estava a seu dispor", com um período refratário deliciosamente curto, logo estava excitado, beijando meu pescoço e me arrepiando inteira. 
Colocou o preservativo, meteu no meu cu de ladinho, depois me levou para uma poltrona e me comeu de quatro estando ele de pé! Eu fiz squirts que molharam o chão! Vários, vários! Por fim ele gozou, dava pra praticamente sentir apesar da camisinha a porra quente dele no fundo do meu cu! Foi sensacional!
Chamei o Uber, ele pagou as duas horas e eu vim sorridente embora!
Chegando aqui conversava com minha mãe quando um cliente que reside no exterior, mas estava visitando familiares me ligou, mas ele só tinha o intervalo das 12h30min às 14 horas.
Tomei um banho, comi uns pedacinhos de queijo e pontualmente ele chegou! 
Estava com saudades, foi logo me tocando, sentindo que eu estava sem calcinha! Chupou meus seios ainda de pé, colocou-me de quatro e chupou meu cuzinho e minha buceta!
Estava com tanta vontade de come-la que nem me deixou chupá-lo, pegou a camisinha da cabeceira da cama (já havia separado aquelas extra-grandes) e veio em cima de mim! Uau! Que delícia sentir aquele pau duro, grosso e inteiro dentro de mim!
Gozei com duas metidas, molhei-o, mudamos de posição, fiquei de quatro e depois sentei nele! Nessa posição eu gozei muito e ele acabou gozando em seguida! Não teve tempo para um segundo round, logo ele teve que ir vez que tinha um compromisso familiar! 
Fiquei tranquila, cansada, afinal de manha cedo já tinha pedalado uma hora e acabei dormindo até agora! Realmente, está quinta-feira foi linda!
Beijos de luz povo lindo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário