Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

sábado, 21 de janeiro de 2017

Sexta de descanso, tomada de decisões e sábado que começou agitado e prazeroso!

Boa noite gente linda!
Hoje comecei cedo! Eram 08h30min. quando um pretenso cliente me contatou. Em 20 minutos o recebi, pois gostei de sua objetividade, bem como do fato de que é meu "leitor". Gosto de transar com quem acompanha meu diário, normalmente o sexo é ótimo!
E hoje não foi diferente.
Ontem tirei o dia de folga já que a noite anterior foi rentável e divertida, ademais fui corrigir uma tatuagem de estrelinhas que fiz antes do Natal num dedinho, agora ela ficou assim:

Bem, recebi em torno de 09 horas o jovem homem divorciado há pouco tempo, porém sem filhos. Bonito, charmoso, belo corpo e sorriso.
Chegou ciente do que queria: me dar muito prazer. 
Beijou-me tão logo chegamos no meu quarto, um belo beijo! Passou a mão em todo o meu corpo antes de me despir, me chupou e apenas após eu gozar várias vezes deixou-me agir. 
O pau dele estava extremamente duro quando fui tirar a sua calça, chupei-o vorazmente enquanto ele desabotoava a camisa. Veio sobre mim, chupou meus seios, então lhe alcancei a camisinha.
Colocou o pau em mim e meteu com força até eu gozar, não conseguiu se conter por muito tempo e no meu terceiro ou quinto orgasmo apertei-o dentro de mim e ele terminou gozando.
Conversamos um pouco sobre política e leituras, então ele tornou a me masturbar. Me fez fazer alguns squirts e me chupou, lambeu meu cu, então virei-me de costas e pedi para ele comê-lo. Ele, prontamente me obedeceu.
Gozei muitas vezes e após algum tempo ele me colocou na beirada da cama e terminou gozando. Ficou uma hora e meia, mas pagou duas. Foi para casa feliz e disse que semana que vem retornará.

Ontem à noite me inscrevi em duas especializações da UNICEUB (fica próximo aonde moro e tem boa avaliação do MEC): Teoria Psicanalítica e História, Sociedade e Cidadania. Optarei entre uma delas se sair a turma de ambas! Será difícil escolher! Todavia, estou animada.
Achei melhor fazer uma especialização antes de entrar no Mestrado, afinal, estou longe da academia (como aluna) desde 2010!
Bem, vou continuar com minha maratona de filmes que começou após minha pedalada diária! Hoje foram 1h30min ouvindo música e pedalando sem sair do lugar...Risos... Adoro isso!
Beijos de luz gente linda!


Nenhum comentário:

Postar um comentário