Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 9 de março de 2017

Sobre uma manha de quinta-feira repleta de carinho e orgasmos com um fabuloso novo cliente!

Bom dia gente gostosa!
Eis que ontem adormeci cedo, pois hoje antes das 09 horas tinha um cliente que veio de SP para me ver e a trabalho.
Um ser humano lindo, educado, gentil, cavalheiro, humorado, bem vestido, afável! Excepcional.
Chegando, após um beijo pediu para tomar uma ducha. Dei-lhe um cabide para colocar o elegante terno que vestia. Enquanto isso conversávamos sobre o ramo de trabalho dele, interessantíssimo por sinal, até mesmo porque em 2005 entrei com uma ação contra uma empresa de segmento assemelhado e obtive êxito posteriormente. O cliente e prejudicado pelo "excesso de zelo" da empresa referida era meu pai.
Foi uma ação vanguarda no RS, teve até certa repercussão na imprensa local e, após, a decisão do TJ/RS. Enfim, faz parte das poucas e boas lembranças que tive nos meus 12 anos de militância advocatícia!
Enfim, após o banho ele veio à mim cheiroso, cheio de carinho, de beijos deliciosos e de um tato formidável que me fez gozar intensamente por minutos, apenas com seus toques!
Após, chupe-o e, trêmula de gozar pedi para ele me comer! 
Colocou a camisinha, veio sobre mim comigo de costas e comeu minha boceta, após eu fiquei sobre ele e o encharquei olhando em seus olhos...
Depois pedi para ele comer meu cuzinho, ele disse para eu continuar olhando em seus olhos e sentar no pau dele... Eu sentei, gozei muito!
Depois pedi para ele me comer de quatro...Colocou-me na beira da cama e meteu deliciosamente! Gozei muito e, por fim, num ritmo mais intenso, ele também!
Conversamos e rimos bastante! Um belo início de dia! 
Tão logo ele foi, eu que não havia tomado café, comi uma omelete com bacon apimentada de brunch para, depois, (pretendo) dormir e descansar a tez! Abaixo meu prato com a pimenta deliciosa que ganhei ontem!
(Ah, dizem que pimentas são afrodisíacas, elas sempre fizeram parte da minha dieta, portanto, não sei se são, só sei que tenho uma super tolerância à ardência e amo de paixão!).
Eis a imagem:
Beijos de luz gente linda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário