Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Domingo repleto de orgasmos: de um novo cliente ao meu porto-alegrense inspirador!

Bom dia gente linda!
Eis que somente agora consegui um tempo para lhes escrever, afinal, nem só de contatos refugados é feita a minha "existência profissional"... Risos...
Bem, ontem ainda pela manhã um agradável jovem homem contatou-me, contei-lhe que eu estive mal na noite de sábado, lhe sugeri um horário no final da tarde e ele, posteriormente, um para a noite. Eu iria até ele, mas, ao longo das horas surgiu-lhe um compromisso e terminamos combinando para às 16h30min. Todavia, acabei recebendo-lhe quase meia hora mais cedo.
Tal qual na foto ele aparenta ser mais jovem, além de ser bonito. Muito bonito e charmoso. Trouxe-me uma champagne Veuve Clicquot de presente.
Os beijos começaram inspiradores, assim como o sexo oral e carícias. Gozei incontáveis vezes com ele me chupando toda e, após, chupei-lhe com gosto. Corpo belíssimo e partes íntimas idem... Risos...
Eu estava louca de tesão e pedi-lhe para que ele me comesse. Alcancei-lhe a camisinha, ele colocou e veio sobre mim, meteu na minha boceta e sentiu eu gozar muito!  
Mudamos de posição e eu gozava sem parar! Ele resistiu muito e quando me disse que ia gozar pedi-lhe que gozasse na minha boca, então tirou a camisinha, ficou de pé e gozou na minha boca deliciosamente. 
Um pouco caiu no meu rosto... (Essa cena já me excitou novamente!) Conversamos um pouco, ele foi tomar uma ducha e depois fui eu.
Voltei, deitei-me ao seu lado, conversamos mais um pouco e tornamos a nos beijar e ele me masturbando e sentindo eu gozar. Colocou-me de costas e lambeu-me inteira, do cu à boceta. Colocou a camisinha e me fodeu. Pedi para que ele comesse meu cuzinho. Colocou em mim aquele delicioso pau e meteu, sentando no meu rabo.
Gozei, gozei, gozei muito!
Fiquei de quatro depois e ele metendo! Creio que os squirts o molharam na medida em que metia no meu rabo com mais força e atrito! Delícia! Após um tempo ele gozou de novo.
Desta vez fui tomar uma ducha antes e voltei tomar água. Ele se vestiu para seguir ao seu compromisso e pagou-me o valor atinente à 1h30min de encontro. Fiquei feliz e realizada, apesar de ter passado a manha e a tarde lutando contra minha pressão arterial baixa. Despedimos-nos e já fiquei ansiando para o próximo encontro!
Para minha surpresa e alegria, mais tarde um cliente gaúcho que sempre me faz bem disse que chegaria à noite para compromissos profissionais que tem hoje. 
Marcamos para eu ir ao seu encontro às 22 horas. Chegando ao hotel avisou-me e fui tomar banho. Pontualmente cheguei ao hotel, onde ele me esperava com uma garrafa de vinho já aberta como de costume. 
Eu estava saudosa, ele também. Conversamos, afinal desde fevereiro não nos víamos. Atualizei-lhe sobre a minha vida e ele me apresentou uma canção sensacional...
Nos beijamos muito e quando pedi a ele que tirasse o meu sapato (preso na canela), começou a beijar-me dos pés às pernas sem tirá-lo. Ajoelhou-se na cadeira à minha frente em me chupou até eu gozar mais de uma vez...
Colocou-me de pé, abriu minha saia e pediu para eu ficar de costas enquanto ele roçava o pau no meu bumbum e coxas. 
Após um tempo de muita excitação levou-me até a cama onde fiquei nua, porém de sapatos. Ele me chupou, beijou meus pés e colocou o pau dentre eles enquanto me olhava e tocava... E enlouquecia de tesão.
Depois tirou o meu sapato e me chupou mais! Eu não parava mais de gozar. (Creio que não parei até o último segundo da segunda hora...Risos...).
A seguir, deitou-se ao meu lado e eu o chupei enlouquecidamente. Não aguentei e pedi para ele me comer, colocou a camisinha que estava na cabeceira esquerda da cama e meteu em mim.
Gozei incontáveis vezes com ele dentro de mim! Depois, ainda sobre mim, ergueu minhas pernas e meteu no me cu. Nossa, como gozei! Fiz tantos squirts que voou até minha boca na medida em que ele atolava em mim. Fiquei sobre ele e sentei meu cu no pau dele, em seguida virei-me de costas e ele logo gozou.
Nossa! Tomei dois copos de água enquanto ele tomava uma ducha. Após, fui tomar banho e voltei para conversarmos e bebericarmos um pouco mais de vinho. A seguir ele começou a acariciar meu mamilo e me deixar excitada, comecei a tocá-lo e a chupá-lo.
Logo, ele colocou a camisinha e meteu em mim! Gozei mais vezes molhando, desta vez, o lado direito da cama... Meteu no meu cuzinho comigo de costas e gozando sem parar! Uau! 
Meteu gostoso e depois de um tempo gozou novamente. Estávamos exaustos. Fui tomar uma ducha e me vesti enquanto ele tomava um banho. 
Tomei um pouco mais de vinho, ele me pagou as duas horas e eu chamei o Uber. Saí na esperança de que ele não tarde para vir à Brasília, novamente!
Bem, agora vou descansar, porque logo mais tenho um novo cliente e, mais tarde, possivelmente outro!
Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário