Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Segunda-feira e duas gostosíssimas horas com um novo e delicioso cliente!

Boa tarde pessoas! 

Ontem descansei a beleza, recebi algumas ligações de pechincheiros, ou seja, de homens desclassificados e sem educação, logo, fiquei curtindo meu dolce far niente. Hoje, porém, passei duas deliciosas horas com um novo cliente. 
Educado, muito bonito, 44 anos, divorciado e super de bem com a vida! Um homem feliz consigo próprio, algo raro num mundo repleto de hipocrisia e de pessoas que fazem tudo pelo ter, sem que "sejam" coisa alguma. Sem se preocuparem em deixar alguma marca no mundo, ainda que seja solidariedade e alegria! 
O novo cliente estava terminando o pós-doutorado fora da cidade e, portanto, não havia tido tempo de me encontrar desde que leu as matérias da Folha de São Paulo sobre mim. Chegou a ler, em Londres, o The Sun que, numa matéria, falou sobre mim. De toda forma, nos divertimos por duas horas intensas após altos papos. 
Após o primeiro beijo que teve uma química sensacional nos despimos, ele me chupou e me fez gozar com a boca na minha boceta e tocando meu cuzinho. Depois eu o chupei, mas para não gozar de imediato na minha boca ele preferiu um 69 onde eu poderia gozar mais. Dito e feito: gozei tanto na boca dele que ele simplesmente explodiu na minha boca. Engoli tudo e voltei ao lado dele! 
Nos hidratamos e conversamos um pouco mais, sobre amenidades: sétima arte, seriados e personagens marcantes! 
Quando ele falou do meu preferido (House) abracei-lhe e enchi de beijos! Ele me pegou pela cintura, puxou-me para baixo dele e tornou a me beijar, descendo pelos meus seios até minha boceta, gozei com aquele oral divino, então alcancei-lhe a camisinha e intimei-o a me comer! 
Meteu gostoso na minha boceta sobre mim, fiz vários squirts pressionando o pau dele dentro de mim, ele foi a loucura! Disse que não queria mais sair de dentro da minha boceta!!! Enquanto eu gozava insanamente ele se segurava para não gozar, até que pediu se poderia e gozou. Tirou a camisinha exibindo seu belo corpo
diante de mim e com o pau ainda duro, lambi ele para deixá-lo limpinho! Eu queria tomar uma ducha, mas ele não deixou, me puxou para a cama, fez uma massagem nas minhas costas e logo estava excitado de novo! Pedi a ele que se deitasse e o chupei! 
Ele me trouxe para perto dele e me masturbou, fez eu fazer squirts enquanto eu o chupava. Pedi-lhe para comer meu cu, ele pegou a camisinha que estava ao lado da cama, lambeu meu cuzinho, meteu na minha boceta e depois sentou nele do jeito que pedi! Gozei, gozei muito com aquelas enfiadas fortes que ele fazia! Fiquei de quatro na beirada da cama e pedi-lhe que gozasse na minha cara... 
Quando ele estava quase gozando no meu cu, tirou o preservativo e eu deitei na frente dele. Gozou na minha cara e na minha boca, depois limpou colocando sua porra gostosa na minha boca! Aí, me convidou para uma ducha! Pedi que entrasse primeiro e a seguir fui! Nos beijamos bastante e saímos limpinhos e cheirosos! 
Conversamos mais, ele deixou os R$ 1.300,00 onde pedi e seguiu para uma reunião. Eu almocei e dormi uma soneca dos deuses! Mais tarde fiz comprei uns corseletes lindíssimos na internet! 
Bem, agora vou escrever e assistir filmes! 
Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário