Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Quarta-feira que terminou deliciosamente gostosa com um novo cliente delicioso!

Bom dia lindas pessoas!
Ontem à noite, no horário combinado fui até um hotel atender um charmoso cavalheiro. Bela barba, educado, inteligente, charmoso e bonitão, esperou-me com uma garrafa de vinho aberta, da qual, infelizmente só pude tomar uma taça, haja vista que estou tomando Tylex graças a um acidente causado por um nada calmo cãozinho vizinho.
Enfim, sentei-me na cama, nos beijamos! Ele tirou a camiseta, ergueu meu vestido e viu que eu estava sem calcinha. Tirei o vestido todo e ele me chupou até eu gozar.
Após, eu chupei aquele pau avantajado e duro, muito duro, típico de um homem inteligente e de bom gosto que me acompanha nas redes sociais e aqui, obviamente...Risos....
Chupei-o e depois pedi para ele me comer. Veio sobre mim após colocar a camisinha. Fiz vários squirts e, não saciada, quis sentar naquele pau gostoso. 
Gozei mais inúmeras vezes até pedir para ele me comer de quatro! Meteu na minha boceta e depois no meu cuzinho que estava molhado dos squirts de gozo escorrerem!
Meteu nele de quatro e depois sentou! Terminei de lavar a outra parte da cama!!! Ele me disse que queria gozar na minha boca. Tirou a camisinha e eu o abocanhei! Chupei-o até gozar e engoli tudinho! A seguir, preferi tomar uma ducha antes de conversarmos mais ou até fazermos um replay!
Terminamos conversando bastante sobre os Estados, cidades interessantes e clima! Aí tomei aquela taça de vinho, ele me pagou, chamei o Uber e vim assistir Tieta! Risos...Já contei-lhes que estou viciada na reprise?!
Hoje, em torno de 04h da manha algum ogro sem noção de elegância e respeito me ligou de um chamador desconhecido. Infelizmente o vibrar do celular me acordou, mas, obviamente, eu nunca atenderia um telefonema de um misógino sem respeito que acha que acompanhante de luxo é plantonista! Nojo eterno desses caras broxantes e sem classe!
Bem, vou tomar meu bom café da manha e descansar a beleza!
Beijos de luz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário