Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A melhor quinta-feira dos últimos meses, repleta de orgasmos e boas surpresas!

Boa noite pessoas lindas!!! 
Eu tive uma quinta-feira excelente, magnífica! Primeiramente, um cliente que há muito tempo não aparecia, porém acompanha este diário, me contatou! Fiquei exultante e me arrumei para esperá-lo. 
Primeiro ele se perdeu na SQN 209, mas em breve chegou aqui. Barba mais bonita do que nunca, charmoso, lindo! Eu estava saudosa. Chegamos ao meu quarto conversando e aos beijos, nos despimos, ele me chupou até eu gozar e, depois, veio sobre mim! Gozei e, em seguida, cavalguei sobre ele e gozei muito! 
Quando ele foi colocar no meu rabinho, assim que meteu, não conseguiu se segurar e chegou ao ápice, tirou a camisinha e gozou na minha boca. Deitamos e ficamos conversando! Rimos muito, ele se inteirou sobre meu livro e assuntos que estavam "atrasados" e eu sobre seus planos! Ele é extremamente inteligente e alegre, uma ótima companhia! 
Após um tempinho eu o chupei, recomeçamos, colocamos a camisinha e eu subi sobre ele! Em meio à tanto prazer que eu sentia, coloquei o pau dele no meu cu, rebolei sentindo-o inteirinho! Fiz vários squirts. Depois pedi para ele me comer de quatro! Então ele veio, me comeu de quatro até gozar! Conversamos um pouco mais e ele foi tomar uma ducha para ir! Foi embora e deixou a esperança de retornar com mais brevidade. 
Mais tarde, porém um cliente que estava há mais de dois meses viajando, apareceu! Eu estava lendo e em 15 minutos me arrumei para espera-lo, estava ansiosa para lhe reencontrar! Ele me deu um beijo avassalador logo que nos vimos na porta! Começamos a nos "pegar" ainda no corredor e então fomos para o quarto! 
Enquanto ele se despia, deu aquele pau deliciosamente grande para eu chupar! Engoli-o todo, quando deitamos ele me chupou! Esticou-se, colocou a camisinha e veio sobre mim! Eu quis ficar sobre ele, sentindo-o inteiro em mim enquanto ele me apreciava! Gozei muito, muito!!! Então ele me virou, comeu minha boceta de quatro e, de um jeitinho especial que só ele faz, colocou no meu cuzinho, me fez gozar até esguichar e em seguida gozou também! 
Depois, contou-me sobre a viagem e o trabalho! Disse que estava com saudades de mim, porém, infelizmente tinha que voltar ao trabalho, pois só tinha conseguido um tempinho para vir me ver, não podia ficar mais como era da minha vontade e como fazemos de costume! Nunca esquecerei que passamos a tarde do Natal juntos! Foi delicioso, lembram?! Praticamente mais de duas horas de sexo intenso! 
Hoje tivemos uma prévia de tudo o que gostamos, mas com orgasmos a mil! Após ele voltar para suas tarefas profissionais, tomei um banho, comi e dormi até agora pouco! Hoje os encontros foram especialíssimos, depois de tanto "pecados" deliciosos, dormirei como uma anja! 
Beijos de luz gente linda! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário